Como viajar com dinheiro? Cash, crédito, débito e travel-cheque

4025

Desde que fiz o post Como sacar dinheiro no exterior, tenho recebido alguns e-mails com dúvidas sobre o uso do dinheiro em viagem. Resolvi dessa maneira criar um post falando mais sobre o assunto. Espero que ajude ainda mais! 🙂

Então, vamos falar de como viajar com dinheiro?

Em véspera de viagem sempre rola aquele questionamento: quanto de dinheiro devo levar? Vou com cartão de crédito, travel-cheque, dinheiro em espécie ou cartão de débito? Pois é, essas dúvidas sempre brotam em nossas cabeças quando estamos organizando uma viagem, não é mesmo?

Antes das dicas básicas, vale ressaltar que cada destino merece ser estudado e analisado individualmente, porque as regras não necessariamente se enquadram em todos os lugares. Então, let´s go!

como-viajar-com-dinheiro-2

1 – Pesquise bastante o destino

O primeiro passo antes de colocar o mochilão nas costas é pesquisar – pesquisar muito – sobre o destino. E sobre dinheiro, em alguns países eles exigem uma quantidade mínima de grana para ingressar no destino, por isso fique atento e sempre leve um comprovante de quanto de cash você tem disponível. Isso pode parecer exagero, mas não é!

 

2 – Receita Federal

Todo viajante que entra ou sai do Brasil com recurso em espécie superior a R$ 10.000,00 é obrigado a apresentar a Declaração Eletrônica de Bens de Viajante. Mas por favor, não saia com toda essa grana em dinheiro vivo! É um pouco óbvio dizer, mas vale a ressalva, né?

como-viajar-com-dinheiro-3

3 – Moeda local no bolso

Sempre leve dinheiro vivo. Não importe o quanto o mundo esteja globalizado, há lugares que somente o velho dinheiro é aceito. Além disso, é bom ter dinheiro na mão para eventuais despesas, como ônibus, alimentação e gastos do dia a dia. Fora isso, sempre estamos sujeitos a encontrar caixas eletrônicos dramáticos, né? Além de outros empecilhos que podem acontecer em uma viagem, como bancos fechados, caixas distantes do hostel e etc.

Vale lembrar também que nunca devemos levar todo o dinheiro em espécie, simplesmente porque isso é muito arriscado. E mesmo assim, nunca coloque todo o dinheiro vivo em um mesmo lugar. Use doleira, compartimento da bagagem de mão, carteira… enfim, jamais leve todo o cash em um mesmo local. Colocar toda a grana na cueca ou calcinha, também não é a melhor alternativa. DI-VI-DA todo o dinheiro!

Nunca deixe para trocar o dindin em aeroportos, já que as taxas são mais altas e a cotação nem sempre é favorável. Pesquise bastante antes da viagem.

E uma dica final sobre dinheiro em espécie: jamais coloque o dinheiro na bagagem que for despachar.

 

4 – Dólar

Seja onde estiver indo, o Dólar é sempre a salvação em emergências extremas. O Dólar americano é utilizado em todo o mundo, podemos dizer que é o cash coringa. Em minhas viagens sempre levo pelo menos 200 dólares no bolso para qualquer eventualidade.

 

5 – Cartão de crédito internacional

Se a sua viagem é internacional, não pense em não levar um cartão de crédito internacional. Se você for uma pessoa avessa à cartão, pense em levar mesmo assim, mesmo que seja somente por segurança. Sem o cartão de crédito a viagem pode ser bem complicada. Por isso, LEVE!

Só não se esqueça de solicitar o cartão de crédito internacional semanas antes de viajar e também de fazer o desbloqueio para uso internacional. Além disso, é importante ter em mãos as informações em caso de perda ou roubo.

A desvantagem do cartão de crédito é o IOF de 6,38% sobre qualquer compra feita no exterior. Isso pode representar um bom gasto no fim da viagem. Infelizmente.

como-viajar-com-dinheiro-4

6 – Travel-cheque

Cheques de viagens são dez! Eles não são nada burocráticos e são bem seguros. O próprio nome já diz, são cheques com valores já determinados antes da viagem. Esses cheques podem ser obtidos em diversos bancos daqui do Brasil e realmente são uma mão na roda na hora de viajar. Em caso de perda do cartão, a pessoa só é reembolsada se tiver anotado a numeração que a empresa fornecer e também o B.O. Por isso, anote toda essa numeração e envie para o seu e-mail por segurança.  A única desvantagem desse cartão é que em alguns lugares ainda não o aceitam, mas mesmo assim, é bastante viável levar uma quantia em Travel-cheque.

 

7 – Cartão de débito

Cartão de débito internacional também é uma boa pedida, com ele você também pode estipular o quanto quer gastar na viagem. A grande vantagem do débito internacional é que podemos sacar a moeda local em diversos caixas eletrônicos, sem a necessidade de ter que buscar uma casa de câmbio. A desvantagem é que o débito também está operando com IOF de 6,38%.

 

8 – Dinheiro pelo telefone

Esse é o último recurso, mas vale comentar. Em caso de roubo ou perda total de valores, existe a possibilidade de alguém enviar dinheiro do Brasil através do Western Union e MoneyGram. Espero que você não precise desse recurso.



Rafael Kosoniscs tem 32 anos, é paulista, publicitário, guia de turismo, blogueiro e estudante de jornalismo. É viciado em viagens de mochilão — seja em cidades ou em meio à natureza. Tem o montanhismo como paixão, sonha em dar a volta ao mundo e escrever um livro.


14 comentários em “Como viajar com dinheiro? Cash, crédito, débito e travel-cheque

  1. Ricardo

    Olá,
    Estou pensando em viajar com um amigo pela Bolívia, Peru e Chile… Devemos levar tanto cash quanto cartões de débito e crédito, mas qual você acha mais viável nessa viagem? Qual o melhor para esses países, levar dólar para trocar em casas de câmbio ou levar cartões e sacar a moeda local??
    Muito Obrigado pelas Grandes dicas do site! Ele é perfeito para quem tá iniciando e para quem já é veterano. Abraço! 😀

    Reply
    1. Rafael Kosoniscs Post author

      Olá Ricardo. É bem como informei nesse post, vai depender muito do seu estilo de viajar. É bom sempre levar um pouco de moeda local para evitar passar perrengue logo no inicio. Dólar na Bolívia é bem-vindo, mas tem que se tomar muito cuidado, porque eles só aceitam notas em perfeito estado de conservação – não sei o motivo. Você tem a opção de levar real em espécie ou tentar sacar lá. É isso. Abs

      Reply
  2. Vítor Passos

    Olá, Rafael. Parabéns pelo excelente blog, tenho certeza que seu livro vai ficar muito legal. Estou procurando o máximo de informações possíveis sobre a América do Sul, pois pretendo fazer um mochilão com amigos no ano que vem e estávamos pensando em visitar Peru (principalmente), Chile e Argentina ao longo de 1 mês. Gostaria de saber se você pode nos dar alguma ideia de quanto pode custar (nada muito específico, só um valor de referência) sem contar as passagens aéreas. Somos todos jovens e pretendemos gastar o MÍNIMO possível com alimentação e hospedagem, sem absolutamente nenhum luxo, pra sobrar dinheiro pra passeios e coisas do tipo. Desde já agradeço. Abraço.

    Reply
    1. Rafael Kosoniscs Post author

      Olá Vitor a media de gasto em uma viagem pela América do Sul é de 50 – 70 reais por dia, incluindo alimentação e hospedagem. Dá pra você ter uma ideia a partir disso! Valeu a visita. Abs

      Reply
  3. Ana Luiza

    Olá! Vou para Australia, onde passarei alguns meses estudando e trabalhando. Terei que abrir uma conta lá e gostaria de saber se vale a pena transferir dinheiro do Brasil por Western Union ou outro? Como funcionam as taxas? Ou vale mais transferir para meu cartão internacional Banco do Brasil?

    Reply
  4. Vicente silva

    A 15 anos sai do Brasil e chegando em Portugal perdi os travel cheques nao fiz o B O será que ainda consigo receber este dinheiro ,obrigado, meu fcbook e romildo vicente da silva

    Reply
  5. Eliane

    Adorei as dicas para levar dinheiro, tinha algumas dúvidas e agora já me decidi; vou levar dinheiro em espécie e um travel card. Vale bem mais a pena, são práticos e o cartão é bem seguro.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *