Como viajar com dinheiro? Cash, crédito, débito e travel-cheque

4436

Desde que fiz o post Como sacar dinheiro no exterior, tenho recebido alguns e-mails com dúvidas sobre o uso do dinheiro em viagem. Resolvi dessa maneira criar um post falando mais sobre o assunto. Espero que ajude ainda mais! 🙂

Então, vamos falar de como viajar com dinheiro?

Em véspera de viagem sempre rola aquele questionamento: quanto de dinheiro devo levar? Vou com cartão de crédito, travel-cheque, dinheiro em espécie ou cartão de débito? Pois é, essas dúvidas sempre brotam em nossas cabeças quando estamos organizando uma viagem, não é mesmo?

Antes das dicas básicas, vale ressaltar que cada destino merece ser estudado e analisado individualmente, porque as regras não necessariamente se enquadram em todos os lugares. Então, let´s go!

como-viajar-com-dinheiro-2

1 – Pesquise bastante o destino

O primeiro passo antes de colocar o mochilão nas costas é pesquisar – pesquisar muito – sobre o destino. E sobre dinheiro, em alguns países eles exigem uma quantidade mínima de grana para ingressar no destino, por isso fique atento e sempre leve um comprovante de quanto de cash você tem disponível. Isso pode parecer exagero, mas não é!

 

2 – Receita Federal

Todo viajante que entra ou sai do Brasil com recurso em espécie superior a R$ 10.000,00 é obrigado a apresentar a Declaração Eletrônica de Bens de Viajante. Mas por favor, não saia com toda essa grana em dinheiro vivo! É um pouco óbvio dizer, mas vale a ressalva, né?

como-viajar-com-dinheiro-3

3 – Moeda local no bolso

Sempre leve dinheiro vivo. Não importe o quanto o mundo esteja globalizado, há lugares que somente o velho dinheiro é aceito. Além disso, é bom ter dinheiro na mão para eventuais despesas, como ônibus, alimentação e gastos do dia a dia. Fora isso, sempre estamos sujeitos a encontrar caixas eletrônicos dramáticos, né? Além de outros empecilhos que podem acontecer em uma viagem, como bancos fechados, caixas distantes do hostel e etc.

Vale lembrar também que nunca devemos levar todo o dinheiro em espécie, simplesmente porque isso é muito arriscado. E mesmo assim, nunca coloque todo o dinheiro vivo em um mesmo lugar. Use doleira, compartimento da bagagem de mão, carteira… enfim, jamais leve todo o cash em um mesmo local. Colocar toda a grana na cueca ou calcinha, também não é a melhor alternativa. DI-VI-DA todo o dinheiro!

Nunca deixe para trocar o dindin em aeroportos, já que as taxas são mais altas e a cotação nem sempre é favorável. Pesquise bastante antes da viagem.

E uma dica final sobre dinheiro em espécie: jamais coloque o dinheiro na bagagem que for despachar.

 

4 – Dólar

Seja onde estiver indo, o Dólar é sempre a salvação em emergências extremas. O Dólar americano é utilizado em todo o mundo, podemos dizer que é o cash coringa. Em minhas viagens sempre levo pelo menos 200 dólares no bolso para qualquer eventualidade.

 

5 – Cartão de crédito internacional

Se a sua viagem é internacional, não pense em não levar um cartão de crédito internacional. Se você for uma pessoa avessa à cartão, pense em levar mesmo assim, mesmo que seja somente por segurança. Sem o cartão de crédito a viagem pode ser bem complicada. Por isso, LEVE!

Só não se esqueça de solicitar o cartão de crédito internacional semanas antes de viajar e também de fazer o desbloqueio para uso internacional. Além disso, é importante ter em mãos as informações em caso de perda ou roubo.

A desvantagem do cartão de crédito é o IOF de 6,38% sobre qualquer compra feita no exterior. Isso pode representar um bom gasto no fim da viagem. Infelizmente.

como-viajar-com-dinheiro-4

6 – Travel-cheque

Cheques de viagens são dez! Eles não são nada burocráticos e são bem seguros. O próprio nome já diz, são cheques com valores já determinados antes da viagem. Esses cheques podem ser obtidos em diversos bancos daqui do Brasil e realmente são uma mão na roda na hora de viajar. Em caso de perda do cartão, a pessoa só é reembolsada se tiver anotado a numeração que a empresa fornecer e também o B.O. Por isso, anote toda essa numeração e envie para o seu e-mail por segurança.  A única desvantagem desse cartão é que em alguns lugares ainda não o aceitam, mas mesmo assim, é bastante viável levar uma quantia em Travel-cheque.

 

7 – Cartão de débito

Cartão de débito internacional também é uma boa pedida, com ele você também pode estipular o quanto quer gastar na viagem. A grande vantagem do débito internacional é que podemos sacar a moeda local em diversos caixas eletrônicos, sem a necessidade de ter que buscar uma casa de câmbio. A desvantagem é que o débito também está operando com IOF de 6,38%.

 

8 – Dinheiro pelo telefone

Esse é o último recurso, mas vale comentar. Em caso de roubo ou perda total de valores, existe a possibilidade de alguém enviar dinheiro do Brasil através do Western Union e MoneyGram. Espero que você não precise desse recurso.



Rafael Kosoniscs tem 33 anos, é paulista, publicitário, guia de turismo e estudante de jornalismo. É viciado em viagens de mochilão — seja em cidades ou em meio à natureza. Tem o montanhismo como paixão, sonha em dar a volta ao mundo e escrever um livro.


14 comentários em “Como viajar com dinheiro? Cash, crédito, débito e travel-cheque

  1. Ricardo

    Olá,
    Estou pensando em viajar com um amigo pela Bolívia, Peru e Chile… Devemos levar tanto cash quanto cartões de débito e crédito, mas qual você acha mais viável nessa viagem? Qual o melhor para esses países, levar dólar para trocar em casas de câmbio ou levar cartões e sacar a moeda local??
    Muito Obrigado pelas Grandes dicas do site! Ele é perfeito para quem tá iniciando e para quem já é veterano. Abraço! 😀

    Responder
    1. Rafael Kosoniscs Post author

      Olá Ricardo. É bem como informei nesse post, vai depender muito do seu estilo de viajar. É bom sempre levar um pouco de moeda local para evitar passar perrengue logo no inicio. Dólar na Bolívia é bem-vindo, mas tem que se tomar muito cuidado, porque eles só aceitam notas em perfeito estado de conservação – não sei o motivo. Você tem a opção de levar real em espécie ou tentar sacar lá. É isso. Abs

      Responder
  2. Vítor Passos

    Olá, Rafael. Parabéns pelo excelente blog, tenho certeza que seu livro vai ficar muito legal. Estou procurando o máximo de informações possíveis sobre a América do Sul, pois pretendo fazer um mochilão com amigos no ano que vem e estávamos pensando em visitar Peru (principalmente), Chile e Argentina ao longo de 1 mês. Gostaria de saber se você pode nos dar alguma ideia de quanto pode custar (nada muito específico, só um valor de referência) sem contar as passagens aéreas. Somos todos jovens e pretendemos gastar o MÍNIMO possível com alimentação e hospedagem, sem absolutamente nenhum luxo, pra sobrar dinheiro pra passeios e coisas do tipo. Desde já agradeço. Abraço.

    Responder
    1. Rafael Kosoniscs Post author

      Olá Vitor a media de gasto em uma viagem pela América do Sul é de 50 – 70 reais por dia, incluindo alimentação e hospedagem. Dá pra você ter uma ideia a partir disso! Valeu a visita. Abs

      Responder
  3. Ana Luiza

    Olá! Vou para Australia, onde passarei alguns meses estudando e trabalhando. Terei que abrir uma conta lá e gostaria de saber se vale a pena transferir dinheiro do Brasil por Western Union ou outro? Como funcionam as taxas? Ou vale mais transferir para meu cartão internacional Banco do Brasil?

    Responder
    1. Rafael Kosoniscs Post author

      Olá, Ana Luiza. Essa é uma questão diferente do que fazer uma simples viagem. Aconselho procurar informações com quem tem experiência em intercâmbio. Abs

      Responder
  4. Vicente silva

    A 15 anos sai do Brasil e chegando em Portugal perdi os travel cheques nao fiz o B O será que ainda consigo receber este dinheiro ,obrigado, meu fcbook e romildo vicente da silva

    Responder
    1. Rafael Kosoniscs Post author

      Vicente, você tinha que ter feito o bloqueio, porque certamente você deve ter recebido 2 vias deste cartão. Procure a instituição financeira que utilizou, vai que….

      Responder
  5. Eliane

    Adorei as dicas para levar dinheiro, tinha algumas dúvidas e agora já me decidi; vou levar dinheiro em espécie e um travel card. Vale bem mais a pena, são práticos e o cartão é bem seguro.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *