A importância da viagem outdoor

5177

Viagem é viagem. Cada pessoa um possui um estilo de viajar. Uns gostam de cidades, outros de natureza. Eu prefiro surfar nas duas ondas. Não consigo ficar isolado o tempo todo, mas também acho sufocante viajar só por cidades, por mais lindas que elas sejam. Em minha pequena experiência no mundo das trips, percebi a importância de se ter uma vivência ao ar livre. É um momento indispensável. Sempre procuro conciliar um momento offline – alguns dias em completo isolamento –, e outros em meio à cidade, conhecendo algum destino interessante. Pratico o mochilão em algumas de suas vertentes e sou apaixonado por toda essa ambiguidade mochileira.

Claro que é gostoso andar por cidades, conhecer pontos turísticos, tirar fotos em lugares badalados, comer comida típica…. Espero nunca deixar este lado turistão de lado. Gosto dos clichês, gosto de conhecer o lado b, gosto de conhecer o máximo que puder. Não existe maneira certa de viajar. A única regra é agradar o espírito.

Mas o objetivo do post é falar sobre viagem outdoor, com a intenção de mostrar o quanto uma viagem ao ar livre pode ser interessante e reservar experiências incríveis.

Viagem outdoor5

 

Experimente a viagem outdoor

Quando foi que você acampou pela última vez? Ou melhor, quando foi que você tirou uns dias off para fazer uma viagem em meio à natureza? Você se lembra de quando teve que tomar banho de rio por simplesmente estar no “meio do nada”? Talvez você nunca tenha feito isso, mesmo vivendo em um país completamente favorável para o turismo de aventura. Não te culpo. Não está na nossa cultura, não está na cultura do brasileiro fazer atividades outdoor. Mas isso está mudando aos poucos, as pessoas têm dado preferência para viagens mais intensas do que para destinos mais comuns. A viagem de aventura está ganhando força, especialmente nos últimos anos, como mostra uma pesquisa realizada pela Adventure Travel Association, que aponta um crescimento de 50% nos últimos tempos. O dado é interessante.

 

Continue lendo, mas talvez você se interesse também pelos seguintes artigos:

A mochila ideal: saiba sobre mochilas de ataque, trekking e viagem

Seguro para viagem de aventura: já é hora de pensar em segurança

Turismo de aventura consciente: uma responsabilidade de todos

O desafio e o sabor da superação ao ar livre

Trekking, uma metáfora para a vida

Diferença entre hiking e trekking

Sobre viagens e montanhas

O trekking e seus sentidos

 

O turismo de aventura está caindo no gosto popular porque é uma alternativa saudável e inteligente de investir o tempo das férias. A cidade é sufocante, as pessoas estão saturadas, entediadas, estressadas e estão preferindo lugares mais calmos. É difícil ir para uma outra cidade, igualmente barulhenta e poluída, e voltar revigorado, mais saudável e com incontáveis histórias para contar.

A experiência ao ar livre pode ser mais intensa.

Viagem outdoor6

 

Procure algo com a sua cara

Eu escolhi o trekking como minha atividade outdoor, além de um ótimo esporte, é um mundo que me faz conhecer lugares incríveis e pessoas diferentes. Mas há muitas outras atividades que podem ser utilizadas como ferramenta de exploração em uma viagem ao ar livre, como bicicleta, corrida, rafting, escalada…. As possibilidades são vastas. Se você procurar, vai encontrar algo com a sua cara.

E não adianta você escolher uma atividade que não tenha qualquer admiração, porque assim sua viagem estará comprometida. Busque algo que tenha afinidade, como por exemplo, se você curte andar de bicicleta, uma longa viagem em duas rodas poderá ser incrível. Não precisa ser expert no assunto, mas possuir interesse em algo específico já é um grande passo para ter sucesso em uma viagem outdoor.

Não vá de 0 a 100. Procure lugares que ofereçam certa infraestrutura. Alguns destinos ofertam inúmeras atividades e, ainda assim, com alguma comodidade, oferecendo um local para dormir, transporte, alimentação e etc. Expedições extremas, feitas de forma independente, demandam mais experiência e planejamento. Vá devagar!

Viagem outdoor3

 

Agência de viagem x viagem independente

Uma expedição. Um momento de aventura. Um local remoto. Receita perfeita para criar uma inesquecível viagem outdoor. É claro que, sendo feita de forma independente, uma viagem de aventura exige um alto grau de planejamento. Mas, para dar os primeiros passos no mundo outdoor, é interessante e extremamente recomendável utilizar agências de turismo locais.

Algumas atividades pedem o auxílio de empresas, como por exemplo, para se deslocar para determinados trechos ou até mesmo para conseguir acesso a determinadas áreas. Além, é claro, de todo amparo profissional para a viagem desejada.

A experiência do viajante é outra questão que se deve levar em consideração durante uma viagem ao ar livre. É importante que se saiba exatamente o que está fazendo. Uma viagem de aventura não pode ser uma trip suicida, ela tem que oferecer uma experiência única e intensa, “apenas” isso. Todo roteiro de viagem outdoor pede bastante planejamento, além de um estudo da melhor época, equipamentos necessários, definição de roteiro, análise de riscos, variáveis…. Na dúvida, contrate uma agência local ou peça ajuda de um profissional qualificado. Evite riscos.

Viagem outdoor1

 

Os benefícios de uma viagem outdoor

Faz bem

Ver paisagens que não estamos acostumados é estimulante. E nada melhor do que quebrar paradigmas, se permitir viver algo diferente, desenvolver habilidades novas. Aprender.

 

Reflexão

O ambiente outdoor muda nosso comportamento, e não há nada como um ambiente cinematográfico e inspirador para sair do piloto automático da vida. Mesmo que a atividade ao ar livre seja intensa, em determinados momentos você vai se pegar pensando em algo que jamais pensaria na rotina furiosa ou em algum passeio agitado. No momento outdoor, cada um reage diferente, mas é unânime o encontro com o “eu interior”, mesmo que seja de forma escondida e despercebida. Sair do cotidiano já é um autoencontro. Não é apenas um clichê, é verdade!

 

O mundo não para

Não importa a influência que você tenha ao seu redor, no seu trabalho, na sua casa ou em seu ciclo de amizades. Em sua ausência temporária, o mundo não vai parar e as coisas vão continuar acontecendo. Você verá que sua presença é menos importante do que se imagina. E saber disso não vai ser ruim.

Viagem outdoor11

 

Saúde

Não é baboseira. Mas fazer uma viagem outdoor é ter a certeza que iremos gastar energia, queimar gordura e aumentar nossa resistência. Cientificamente falando, o momento ao ar livre aliado com alguma atividade física,  libera endorfinas, que melhora o fluxo sanguíneo e mais um monte de coisas.

 

Momento off

Já se permitiu ficar longos dias sem Whatsapp, Facebook, Instagram e Netflix? No mundo ao ar livre a história é outra, a comunicação passa a ser uma experiência, muitas vezes até transformadora, algumas bem pequenas, mas profundamente significativas. É também uma grande oportunidade de lidar com aborrecimentos, perrengues, frustrações… mas que, ainda assim, dão uma renovada em nosso espírito. Problemas diferentes nos fazem bem, nos testam e nos engrandecem.

 

A sensação de estar vivo

Subir uma montanha, pedalar por caminhos desertos, enfrentar perrengues, enfrentar a si mesmo…. A dor de uma experiência na natureza é algo revigorante e nos traz um forte sentimento de realização. Nunca vi ninguém se arrepender de uma viagem ao ar livre. É sério!

Viagem outdoor13

 

As lembranças

Dificilmente você vai guardar na memória o momento que você em cruzou uma rua ou uma praça, simplesmente porque são momentos irrelevantes. Já em meio à natureza, você não vai esquecer do rio que teve que atravessar, no morro enorme que teve que subir, da chuva que pegou e da satisfação de superar alguns desafios.

 

Ajudar o mundo

Sim, quando praticamos uma atividade ao ar livre, sendo feita de forma consciente, contribuímos com a manutenção do planeta. A partir do momento que um destino passa a ser visto como turístico, o turismo responsável – ou sustentável – entra em ação, com medidas ambientais e sociais, fortalecendo a economia local.

 

A viagem outdoor é uma experiência única. É se permitir viver um momento extraordinário. É, acima de tudo, viver um dos momentos mais incríveis da vida.

(crédito das imagens: shutterstock.com)



Rafael Kosoniscs tem 32 anos, é paulista, publicitário, guia de turismo, blogueiro e estudante de jornalismo. É viciado em viagens de mochilão — seja em cidades ou em meio à natureza. Tem o montanhismo como paixão, sonha em dar a volta ao mundo e escrever um livro.


15 comentários em “A importância da viagem outdoor

  1. maria teperino

    As lembranças, é tudo de bom,me vi subindo aquele morro…Nossa mãe eu consegui…rs
    Obigada! adoro ler Seu Mochilão,estou aprendendo muita coisa bacana _/\_

    Reply
  2. Rubens

    Blog foda Rafael! Inspirador cara! Eu concordo totalmente com você, curto muito conhecer cidades diferentes, as capitais de outros lugares e mergulhar em outras culturas. Mas recentemente descobri o poder de recarga que a natureza tem. Incrível como é algo que não somos incentivados a explorar, pq nao precisa de muito tempo numa trilha pra vc sentir a delicia que é. Enfim, estou só começando, conheço muito pouco, mas penso que essa mesma vibe seria legal para levar meu cachorro. Se a natureza faz bem pra gente, imagina pra eles. Mas sei também que é um trabalho a mais, e que o animal, acostumado com cidade pode correr riscos. Ja vi em blogs gringos posts sobre os cuidados e tal, mas queria uma sugestão de possiveis trilhas brasileiras que não ofereceriam tanto risco a eles. Bom, sei lá, talvez essa seja uma idéia para um post! Parabéns pelo trabalho cara, sucesso!

    Reply
    1. Rafael Kosoniscs Post author

      Olá, Rubens. Obrigado pelo comentário. Fazer trilha com cachorro deve exigir certo cuidados, mas não sou a melhor pessoa para orientar sobre isso, este assunto foge totalmente do meu campo de conhecimento. Me desculpe, mas nessa questão não sou uma boa fonte de informação hehe… Tudo que eu disser seria infundado, porque nunca tive experiência com cachorro em trilha.. Um abraço!

      Reply
  3. augusto

    Boa noite, me chamo Augusto, moro em Pirassununga/SP, quais dicas vc dá pra quem quer iniciar sozinho esse tipo de viagem, sem ter que pagar pra uma agência, alias nem sei se tem na minha cidade esse tipo de serviço. Ótimo blog, sempre quis viajar assim, agora que descobri o nome deste tipo de viagem, haha, abraço.

    Reply
    1. Rafael Kosoniscs Post author

      Olá, Augusto. Para iniciar este tipo de viagem é necessário contratar um guia experiente. Se não há na sua cidade, procure nas redondezas – e em locais onde exista natureza. Com certeza irá encontrar. Desejo sorte. Um abraço

      Reply
  4. Sérgio Chaves

    Oi Rafa, conheci você através da Montanhista “no facebook”, achei bacana, cheguei a ler alguns artigos aqui que fazem a diferença para quem esta começando e para quem já esta nas trilhas, sou mochileiro a 15 anos, gosto de ir a lugares menos visitados e de dificil acesso. O texto sobre a travessia PetrôxTerê ficou bem explicado e com muitos detalhes importantes, vou fazer esta travessia em agosto pela oitava vez é um classico das trilhas, muita natureza, sofrimento e perrengue “saudável” kkkk, cargueira nas costas e pé na trilha, vou acompanhar os seus post, parabéns, abraço.

    Reply
  5. Lidiano Santos

    Nossa cara !! Você escreve muito bem e define esse mundo Outdoor como poucos! Venho te acompanhando por aqui já a algum tempo e sempre me surpreendo com a qualidade dos seus posts. Parabéns pelo trabalho!
    Abraço!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *