Livros de montanha e exploração (biblioteca pessoal)

2626

Tão bom quanto curtir o silêncio na montanha é ler um livro que cause sensações de liberdade, paz e aventura. Na minha opinião, livros são verdadeiras ferramentas de estudo e compreensão da vida. E, se bem lidos, podem nos dar boa bagagem de conhecimento – independente do assunto. E claro que  o montanhismo se inclui nisso.

É difícil nos limitarmos a ir apenas para a montanha sem querer mergulhar no assunto. Eu, pelo menos, gosto de saber quem foram os pioneiros, o que fizeram, como fizeram. Enfim, gosto de histórias de aventura, principalmente conhecer os feitos extraordinários, os que marcaram época e os que mudaram o mundo de alguma maneira. 

Lista atualizada em: 27/05/2017

Foto: www.shutterstock.com

 

Livros de montanha e exploração

E já faz alguns anos tenho colecionado livros de montanha e exploração. Como disse, são temas que gosto bastante e que me faz ficar próximo da aventura durante o período que não posso estar. Ou seja, essas obras são ótimas válvulas de escape para aquietar a alma. E a biblioteca que adquiri ao longos dos tempos foi através de pesquisas e também por certo engajamento no mundo do outdoor, mas está longe de ser uma lista completa – e nem tem o objetivo de levantar a bandeira de melhores livros. E preciso dizer que não é uma lista fechada, ainda há uma série de livros que pretendo adquirir. Enfim, se trata apenas de uma relação de títulos que compõem o meu acervo pessoal, que foi construída ao longo dos últimos anos. E que deu vontade de dividir com vocês.

Muitos desses títulos literários mencionados abaixo já não existem mais em livrarias, sendo assim estão fora de catálogo e só podem ser encontrados em sebos – entenda-se também Estante Virtual. Cabe dizer também que são obras estrangeiras e brasileiras, algumas clássicas e outras nem tanto. Então, o objetivo do post é ajudar o leitor a descobrir livros que talvez não conheça e também de abrir espaço para que os leitores do blog possam indicar obras não citadas. 

 

 

A Escalada

A verdadeira história da tragédia do Everest

Livro "A Escalada"

O livro “A Escalada” é um verdadeiro clássico da literatura de montanha. É também um dos livros mais polêmicos, já que narra a famosa tragédia do Everest – recheada de erros, polêmicas e controvérsias – que aconteceu nos dias 10 e 11 de maio de 1996, quando dois grupos de alpinistas fizeram o ataque ao topo da montanha mais alta do mundo, com 8.848 metros de altitude. O livro é uma resposta direta a Jon Krakauer, autor do livro “No Ar Rarafeito”, que também narra a mesma história, mas com visão diferente dos fatos.

A Escalada

Autor: Anatoli Boukreev / G. Weston DeWalt | 1ª Edição (Brasil): 2009 | Páginas: 288 | Editora: Gaia

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

A Morada Dos Deuses

Um repórter nas trilhas do Himalaia

Livro "A Morada dos Deuses"

O livro narra a viagem do repórter brasileiro Carlos Tramontina ao Himalaia. A obra conta em detalhes, desde o surgimento da ideia até o desfecho do trekking, expondo descobertas e reflexões do autor. É um livro que traz a visão de um ocidental nas montanhas do Nepal, região do Everest. 

A Morada Dos Deuses

Autor: Carlos Tramontina | 1ª Edição: 2004 | Páginas: 224 | Editora: Sá

Onde comprar: É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

A Pior Viagem do Mundo

A última expedição de Scott à Antártica 

Livro "A Pior Viagem do Mundo"

Livro descontinuado que retrata uma espetacular tragédia de viagem. A obra traz o relato da última expedição do capitão inglês R. F. Scott à Antártica, fato que aconteceu entre 1910 e 1912. Com extrema obsessão de se tornarem os primeiros a alcançar o Pólo Sul, os tripulantes do navio Terra Nova terminaram numa memorável morte – como o próprio nome do livro sugere. Diante um frio de -40°C e lidando com de erros de planejamento, Scott corria contra o tempo para se antecipar ao norueguês R. Amundsen, mas só conseguiu chegar um mês depois, já tarde para o feito inédito. Morreu no caminho de volta, a apenas 17 quilômetros do depósito de alimentos mais próximo. Livro dramático, mas é uma verdadeira obra, digna de destaque em qualquer estante.

A Pior Viagem do Mundo

Autor: Apsley Cherry-Garrard | 1ª Edição (Brasil): 1999 | Páginas: 556 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

Aconcágua

O cume e depois morrer

Livro "Aconcágua"

Este livro vai na contramão dos tradicionais livros de aventura, já que grande parte dos escritores de montanha têm como fascínio picos acima de 8 mil metros, como o Everest. E, pra quem não sabe, o Aconcágua é o pico mais alto fora da Ásia, isto é, é o ponto mais elevado do Hemisfério Ocidental quanto do Hemisfério Sul, possui 6.961 metros de altura e está localizada na Cordilheira dos Andes, na província de Mendoza, na Argentina. 

O livro “Aconcágua” é narrado pelo alpinista e sociólogo Assis Aymone que, durante sua experiência na montanha mais alta da América, conviveu de perto com a morte do alpinista brasileiro Eduardo Silva. E o ápice deste livro não é o cume, mas os momentos de angústia retratados e as reflexões do fatídico acontecimento.

Aconcágua

Autor: Assis Aymone | 1ª Edição: 2008 | Páginas: 182 | Editora: Record

Onde comprar: Livraria Saraiva 

 

Annapurna

O primeiro cume de mais de 8 mil metros conquistado pelo homem

Livro "Annapurna"

“Annapurna” é um grande clássico de montanha. É um livro bastante cobiçado, sendo só encontrado em sebos. Já é considerado uma raridade. Originalmente, foi lançado em 1951 – no Brasil somente em 2001.

A preciosa obra relata a primeira conquista do homem num cume acima de 8 mil metros, mostrando uma das expedições mais dramáticas já vividas na montanha: a escalada do Monte Annapurna, considerada até hoje a montanha mais difícil do mundo, superando o Everest sem qualquer discussão.

Na expedição, Maurice Herzog perdeu por congelamento alguns dedos dos pés e das mãos. Sendo assim, o autor, impossibilitado de escrever, ditou esta obra na cama do hospital onde se recuperava dos danos físicos sofridos durante a escalada. 

Annapurna

Autor: Maurice Herzog | 1ª Edição (Brasil): 2001 | Páginas: 376 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

Cem Dias Entre Céu e Mar

Livro "Cem Dias Entre Céu e Mar"

“Cem Dias Entre Céu e Mar” é um livro que não se limita a falar sobre aventuras. Na verdade, diz muito mais sobre determinação, planejamento, crescimento, sonhos. É o tipo do livro que nos prende do começo ao fim. Parece uma conversa ao pé do ouvido. Emociona, cativa e nos mostra que o extraordinário está ao alcance de todos.

O livro fala da façanha de Amyr Klink – navegador brasileiro – que, num barquinho a remo, atravessou o Atlântico, isto é, foi da Namíbia, África, até Salvador, litoral baiano.

Confesso que não conhecia as viagens de Amyr Klink, talvez pela humildade com que ele lida com seus feitos. E esse fato fica bastante claro durante a leitura do livro. É uma pessoa extraordinária que nasceu com DNA de explorador. Quem já se atreveu a ler sobre Amundsen, Scott e Shackleton vai perceber que se trata de uma pessoa com a mesma fibra. Definitivamente um explorador nato.

Fiz um post só falando deste livro: Cem Dias Entre Céu e Mar

Cem Dias Entre Céu e Mar

Autor: Amyr Klink | 1ª Edição: 1995 | Páginas: 232 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livraria Saraiva 

 

Deixado para Morrer

Livro "Deixado Para Morrer"

Assim como em “A Escalada” e “No Ar Rarefeito”, este livro é uma outra ótica da fatídica escalada do Everest em 1996. Beck Weathers era parte do grupo de pessoas que ficou à deriva em meio à nevasca e ao vento congelantes. O autor do livro narra que foi abandonado na neve enquanto outros, com mais chance de sobreviver, foram salvos. Doze horas mais tarde, aconteceu o inexplicável: Beck surgiu descendo a montanha na direção do acampamento, cego, sem luvas, o gelo invadindo até mesmo o interior do macacão térmico. Assim como Beck, dezenas de pessoas foram surpreendidas naquele 10 de maio, até então o dia mais mortal em 75 anos desde a primeira investida humana no Everest. Oito alpinistas morreram.

Deixado para Morrer

Autor: Beck Weathers com Stephem G. Michaud | 1ª Edição (Brasil): 2015 | Páginas: 254 | Editora: Intrínseca

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Em busca da alma de meu pai

A jornada de um Sherpa ao cume do Everest

Livro "Em busca da alma do meu pai"

O livro é de Jamling Tenzing Norgay, filho do primeiro Sherpa que escalou o Everest em 1953 e que, na época, passou a ser visto por seu povo como um sábio: para os sherpas, as montanhas são a morada das divindades, e ele fizera uma peregrinação sem precedentes. É uma obra que tem um olho no passado e o outro no presente.

Jamling Tenzing Norgay faz um relato da escalada do Everest do ponto de vista Sherpa e budista, evidenciando a cultura de um povo que costuma ser deixado de fora da história: os próprios Sherpas, que na realidade sempre são os verdadeiros protagonistas.

Por uma coincidência trágica, o livro também aborda estação de 1996, que ficou na história do montanhismo pelos acontecimentos terríveis narrados por Jon Krakauer em “No ar rarefeito”, por Anatoli Boukreev, em “A Escalada” e por Beck Weathers em “Deixado para Morrer”. 

Em busca da alma de meu pai

Autor: Jamling Tenzing Norgay com Broughton Coburn | 1ª Edição (Brasil): 2002 | Páginas: 344 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

Everest: A Jornada de um Jovem Alpinista

Livro "Everest"

O livro narra a história de vida de Carlos Santalena e sua conquista no Everest, considerado o mais jovem brasileiro a escalar a mais alta montanha do mundo, na época com vinte e quatro anos. A obra é escrita pela jornalista Marina Benatti.

Ao contrário de muitos livros que falam do Everest, que já é tema um pouco saturado, este traz os bastidores da expedição e a trajetória de Carlos até se tornar um alpinista. E mais do que isso, a obra mostra a vida de um ser humano que possui um sonhos. Ou seja, qualquer pessoa se identificará com a obra, já que o Everest por ser visto como uma grande metáfora para cada pessoa.

Everest: A Jornada de um Jovem Alpinista

Autor: Marina Benatti | 1ª Edição: 2015 | Páginas: 266 | Editora: Extremos

Onde comprar: Portal Extremos

 

Everest: Viagem à Montanha Abençoada

Livro "Everest"

É um livro obrigatório para quem quer saber a diferença de ser levado à montanha e de organizar uma expedição para a montanha. É uma das melhores obras que já li a respeito do Everest.

A obra “Everest: Viagem à montanha abençoada” é ideal para quem está começando no montanhismo, perfeita para estudantes de curso de montanha e bastante indicada para quem quer ver como é organizar uma expedição de alto nível.

Embora seja um livro relativamente antigo, isto é, foi publicado em 1993, muitas coisas mudaram em termos de burocracia, mas o livro é totalmente atual no sentido de possuir um conteúdo “pé no chão”, valorizando conceitos essenciais de montanhismo. 

Everest: Viagem à Montanha Abençoada

Autor: Thomaz Brandolin | 1ª Edição: 1993 | Páginas: 206 | Editora: L&PM

Onde comprar: Livro Saraiva

 

Fantasmas do Everest

Em busca de Malloy e Irvine

Livro "Fantasmas de Everest"

Num de seus mais famosos momentos, ao ser perguntado repetidamente por repórteres em Nova Iorque durante uma série de conferências por que motivo ele, Mallory, queria escalar o Monte Everest. Ele replicou a um deles “Porque ele está lá”, frase clássica repetida até hoje no mundo do montanhismo.

Este livro não foi escrito por Mallory, mas tem tudo a ver com o alpinista, porque em 8 de junho de 1924, ele e Andrew Irvine tentaram atingir o topo do Everest pelo passo norte. Na época, o companheiro de expedição Noel Odell afirma tê-los visto às 12h50m na ascensão de uma das rotas principais da crista norte, e “progredindo fortemente para o topo”, mas nenhuma prova pôde demonstrar que eles atingiram o topo. Eles jamais retornaram ao acampamento avançado, tendo sucumbido em algum lugar da montanha.

Este livro foi escrito para desvendar diversos mistérios, não levanta somente a questão se eles subiram ou não o Everest, mas como também teriam morrido – tragados pelo abismo ou cedendo à exaustão? Livro obrigatório para colecionador e amantes do Everest.

Fantasmas do Everest

Autor: Jochen Hemmleb / Larry A. Johnson / Eric. R. Simonson | 1ª Edição (Brasil): 1999 | Páginas: 226 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

K2

Vida e morte na montanha mais perigosa do mundo

Livro "K2"

K2, com aproximadamente 8,6 mil metros de altura, é segunda montanha mais alta do mundo, sendo quatro vezes mais mortal que o Everest, a montanha mais alta do planeta.

Nesta obra, o autor narra o desafio de escalar o K2 (localizada ao norte do Paquistão) e mostra detalhes a história da montanha, além disso, o livro aborda também diversos relatos do K2 – é praticamente um dossiê da montanha –, com o intuito de ilustrar as questões suscitadas pelo montanhismo – os riscos, a ambição, a lealdade à equipe, o sacrifício e o preço da glória.

O livro apresenta as sete campanhas consideradas mais dramáticas da montanha, incluindo sua ascensão e a tragédia de 2008, onde onze escaladores morreram em um período de 36 horas.

K2

Autor: Ed Viesturs / David Roberts | 1ª Edição (Brasil): 2011 | Páginas: 270 | Editora: Gaia

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

La Montaña

Livro "La Montaña"

La Montaña é praticamente uma bíblia da montanha. O livro aborda todos os temas relacionados à montanha: conhecimento técnico, turismo de montanha, histórias e perigos.

A obra foi escrita por Maurice Herzog, primeiro alpinista a escalar um pico acima dos 8 mil metros, especificamente o Annapurna, que também originou um livro, já citado no início deste post.  E o “La Montaña” é um livro raro, indicado para amantes de montanhas, que aborda temas diversos relacionados ao montanhismo, que vai da parte filosófica da atividade, aspectos geográficos e conquistas. 

La Montaña

Autor: Maurice Herzog | 1ª Edição (em espanhol)1967 | Páginas: 752 | Editora: Labor S. A.

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

Linha-D’Água

Entre estaleiros e homens do mar

Livro "Linha D'Água"

Ao contrário dos outros livros de Amyr Kilnk, “Linha D’Água” não fala de uma expedição específica. O livro narra diversas viagens e aborda inúmeros temas, todos ao estilo contagiante do explorador, que na minha opinião é o melhor narrador de viagem do Brasil.

Quem já leu Amyr Klink sabe que se trata de um exímio navegador e excelente escritor. E este livro não atravessa somente mares, mas navega também pelas memórias do autor, que se mostra um ser humano como qualquer outro, mas extraordinário em seu trabalho e um apaixonado pelo o que faz. Além disso, o livro também mostra as pesquisas, os testes e as viagens empreendidas para realizar o sonho de um barco capaz de passar anos inteiros nas águas geladas da Antártica.

Linha D’Água

Autor: Amyr Klink | 1ª Edição: 2006 | Páginas: 336 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Livre

A jornada de uma mulher em busca do recomeço

Livro "Livre"

Livre é um livro que dispensa muitos comentários. É um best seller, virou filme e será um clássico num futuro próximo. A obra narra a vida de Cheryl Strayed, que em determinado momento da vida se encontra perdida pela morte da mãe e pelo término de seu casamento. Foi então que a autora decidiu caminhar sozinha por 1.770 quilômetros pela costa oeste dos Estados Unidos, do deserto de Mojave, no sul da Califórnia, atravessando Oregon até o Estado de Washington, na famosa trilha Pacific Crest Trail, conhecida como PCT. 

O relato de Cheryl Strayed é dos melhores que já li, é carregado de angústia, sentimento, medo. A obra é uma conversa ao pé do ouvido que nos faz caminhar junto com ela ao logo dos 1.700 quilômetros. Livro inspirador que merece constar em qualquer acervo.

Livre

Autor: Cheryl Strayed | 1ª Edição (Brasil): 2013 | Páginas: 374 | Editora: Objetiva

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Mar Sem Fim

Livro "Mar Sem Fim"

O livro narra um grande projeto de Amyr Klink: a volta ao mundo ao redor da Antártica, lugar onde estão as mais perigosas águas do planeta. O navegador brasileiro foi o primeiro a realizar tal desafio, navegando sozinho no veleiro Paratii. No total, foram 141 dias no mar. Um verão inteiro viajando em latitudes onde o sol nunca se esconde, enfrentando um mar temperamental, às vezes violento, com períodos de nenhuma visibilidade, muito gelo, vento forte, e o tempo todo submetido a uma rotina que não permitia mais do que cinco horas de sono não contínuo por dia. 

Através deste livro, Amyr Klink também traz à tona diversas outras histórias do mar, como a do grande explorador Amundsen, o grande ícone da navegação e exploração.

Mar Sem Fim

Autor: Amyr Klink | 1ª Edição: 2000 | Páginas: 270 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Meditação Andando

Guia para a paz interior

Livro "Meditação Andando"

Como o próprio nome do livro sugere, esta pequena obra é praticamente um guia de como caminhar meditando. Levei o livro comigo em um trekking na Cordilheira do Andes e apliquei alguns dos ensinamentos. Foi interessante.

“Meditação Andando” utiliza a caminhada como ferramenta para encontrar a paz interior e explica com técnicas budistas como limpar a mente e obter tranquilidade ao andar. 

Meditação Andando

Autor: Thich Nhat Hanh | 1ª Edição (Brasil): 2002 | Páginas: 80 | Editora: Vozes

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Montanha Sombria

O relato dramático da mais polêmica temporada de escalada do Everest

Livro "Montanha Sombria"

“Montanha Sombria” vai na contramão de todos os livros de montanha. A obra não narra feitos e não foi escrita para inflar ego. O autor, Nick Heil, discorre sobre a polêmica em torno do comportamento humano na montanha, mais precisamente sobre sobre situações-limite e questiona os comportamentos dos alpinistas.

Como se sabe, em alta montanha muita coisa está em jogo: alto investimento, anos de preparação, patrocínio. Ou seja, muitas vezes é um local onde não há espaço para amizade, bom senso e solidariedade. E este livro toca na ferida, mostra o lado b do alpinismo.

Montanha Sombria

Autor: Nick Heil | 1ª Edição (Brasil): 2012 | Páginas: 280 | Editora: Objetiva

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Morte e Vida no K2

O relato de um dos maiores desastres na história do montanhismo

Livro "Morte e Vida no K2"

Este livro está entre os melhores livros de montanha dessa imensa lista de livros. É uma obra muito empolgante. Para ajudar a explicar, veja o pequeno trecho da sinopse: “No dia 1º de agosto, um grupo de experientes alpinistas ergue os braços em comemoração. Tinha acabado de se juntar à elite que já conquistou a mais perigosa montanha do mundo. Enquanto comemoram, um imenso bloco de gelo cai logo abaixo deles e arrasta as cordas fixas. Ainda não sabem, mas serão obrigados a descer na escuridão e sem o apoio das cordas. Dos trinta que partiram, 11 jamais retornarão.”

Nessa mesma intensidade, Graham Bowley narra toda a tensão e tragédia daquele dia fatídico, definitivamente um dos maiores desastres da história do montanhismo, mas repleta de coragem humana, insensatez, sobrevivência. O livro é baseado em dezenas de entrevistas com os alpinistas sobreviventes, além de sherpas, carregadores, familiares e amigos dos falecidos. 

Morte e Vida no K2

Autor: Graham Bowley | 1ª Edição (Brasil): 2010 | Páginas: 240 | Editora: Objetiva

Onde comprar: Livraria Saraiva 

 

Na Natureza Selvagem

A dramática história de um jovem aventureiro

Livro "Na Natureza Selvagem"

Talvez seja este o livro mais clássico desta lista. “Natureza Selvagem” é um ícone de literatura de montanha, um verdadeiro best seller da vida ao ar livre. A história todo mundo já conhece, o filme foi também um clássico dos anos 90, sendo dirigido por Sean Penn.

A obra, embora seja inspiradora, também é um alerta aos amantes do mundo outdoor. O extremismo ideológico de Chris McCandless, jovem americano de família rica, custou-lhe a própria vida, se jogando em meios à montanhas se preparo técnico, apenas com a cara e a coragem. 

Na Natureza Selvagem

Autor: Jon Krakauer | 1ª Edição (Brasil): 1996 | Páginas: 214 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

No Ar Rarefeito

Livro "No Ar Rarefeito"

“No ar rarefeito” é um livro que emplacou diversas discussões e derivou diversos outros livros. Nele, Jon Krakauer, autor de “Natureza Selvagem” e diversos outros livros de montanha, narra sua aventura no Everest em 1996, fatídico ano do Himalaia e do mundo do montanhismo.  

Krakauer narra com emoção o que aconteceu naquele ano de 1996 no Everest, trazendo detalhes e fomentando polêmicas que até hoje são discutidas nos bastidores dos amantes de montanhismo. 

No ar rarefeito

Autor: Jon Krakauer | 1ª Edição (Brasil): 1997 | Páginas: 280 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

No Teto do Mundo

Livro "No Teto do Mundo"

Rodrigo Raineri, montanhista brasileiro, narra, juntamente com Digo Schelp, sua jornada ao topo do Everest. O livro conta as quatro investidas do alpinista (2005, 2006, 2008 e 2011) para atingir o cume da montanha mais alta do planeta, se tornando, dessa maneira, o sexto brasileiro a atingir o teto do mundo.

No Teto do Mundo

Autor: Rodrigo Raineri com Diogo Schelp| 1ª Edição (Brasil): 2011 | Páginas: 270 | Editora: Leya

Onde comprar: É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

O Caminho

Uma jornada do espírito

Livro "O Caminho"

“O Caminho” narra a história da atriz e escritora americana, Shirley MacLaine, pelo Caminho de Santiago de Compostela. O livro tem um faro espiritualista e conta bastante sobre a trajeto de um dos maiores e famosos trekkings do mundo. 

A atriz também se aprofunda bastante nas questões espirituais, tanto dela quanto do lugar, especificamente sobre a região de Compostela. Portanto, é uma obra que pode não agradar a todos, mas é um fascinante livro, principalmente para quem gosta de associar caminhada e misticismo. 

Autor: Shirley MacLaine | 1ª Edição (Brasil): 2000 | Páginas: 280 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

O Último Lugar da Terra

A competição entre Scott e Amundsen pela conquista do Pólo Sul

Livro "O Último Lugar da Terra"

“O Último Lugar da Terra” é uma verdadeira obra prima, é clássico dos clássicos. Difícil resumi-lo em poucas linhas, mas o que dá para adiantar é que o livro é carregado de acontecimentos, história e exploração. A obra fala de Scott, oficial da Marinha britânica, e de Roland Amundsen, explorador norueguês, que disputam a conquista do Pólo Sul.

O livro é mais focado em Roland Amundsen, que teve o triunfo da expedição – não é spoiler, ok? através de muitos estudos, preparação e ousadia. Então, “O Último Lugar da Terra” reconstitui todos os bastidores da expedição e descreve com detalhes todos os avanços de Amundsen para conseguir o feito inédito.

O livro foi escrito por Roland Huntford, jornalista e escritor, que conseguiu recriar passo a passo as jornadas paralelas de Amundsen e Scott, sem perder de vista, em nenhum momento, a dimensão trágica e humana dos acontecimentos.

O Último Lugar da Terra

Autor: Roland Huntford | 1ª Edição (Brasil): 2002 | Páginas: 724 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

Os Conquistadores do Inútil 1

Livro "Os Conquistadores do Inútil 1"

Clássico é pouco. “Os Conquistadores do Inútil 1” é um livro sensacional, sendo narrado por Lionel Terray, um dos maiores alpinistas franceses. A obra é toda contada em primeira pessoa, ou seja, é um livro que fala ao pé do ouvido, com sentimento e com conteúdo técnico e filosófico sobre a montanha.

“Perante o espetáculo das altas montanhas, eu adivinhei imediatamente quantas alegrias a sentir, quantos sonhos a realizar, quanta glória a atingir.” Lionel Terray.

O livro passeia pela vida do alpinista, conta sobre seu início no montanhismo, suas primeiras conquistas e sobre o crescimento na atividade, com excelentes pitadas de filosofia. É uma obra rara e que merece ser adquirida por qualquer amante de livros e montanhas. 

Os Conquistadores do Inútil 1

Autor: Lionel Terray | 1ª Edição (Brasil): 1977 | Páginas: 190 | Editora: Verbo

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

Os Conquistadores do Inútil 2

Livro "Os Conquistadores do Inútil 2"

“Conquistadores do Inúlti 2”, como o próprio nome sugere, é uma continuação do volume 1, sendo ainda mais raro que o primeiro. A obra conta também sobre Maurice Herzog, conquistador do Annapurna e primeiro alpinista a ultrapassar o limite dos 8.000 metros, já citado nesta lista duas vezes, com suas duas obras “Annapurna” e “La Montaña”. 

Tanto “Conquistadores do Inúlti 1” e “Conquistadores do Inúlti 2” são livros disputadíssimos e só são encontrados com dificuldade.

Os Conquistadores do Inútil 2

Autor: Lionel Terray | 1ª Edição (Brasil): 1977 | Páginas: 190 | Editora: Verbo

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

Paratii

Entre Dois Polos

Livro "Paratii"

“Paratii” é o segundo sucesso de Amy Klink. O livro é tão empolgante quanto “Cem Dias Entre Céu e Mar” e narra a história do navegador brasileiro durante uma viagem à Antártida, um projeto no qual ficou um ano inteiro no continente antártico, dos quais seis meses totalmente imobilizado no gelo.

O livro é rico em detalhes e nos faz sentir dentro da história. Amyr Klink é mestre no mar, mas também se mostra um ótimo escritor, pois narra com profundidade todos acontecimentos do projeto, que vai desde o planejamento até seu retorno ao Brasil, depois de ter passado diversos imprevistos em meio as águas geladas. Além disso, a obra tem boas pitadas de humor, aventura e pensamentos filosóficos.

Paratii

Autor: Amyr Klink | 1ª Edição: 1992 | Páginas: 228 | Editora: Companhia Das Letras

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Transpatagônia

Pumas não comem ciclistas

Livro "Transpatagônia"

Guilherme Cavallari é um dos precursores do trekking no Brasil. O autor já escreveu inúmeros livros sobre a atividade, sendo uma das maiores autoridades do assunto em nosso país. E, mesmo tendo seu nome fortemente ligado ao trekking, Cavallari é antes de tudo um amante de atividades ao ar livre, uma pessoa com alma de explorador.

“Transpatagônia” vai um pouco na contramão dos demais livros do autor, já que é uma obra essencialmente narrada sem muito cunho técnico, isto é, diz mais a respeito da aventura vivida por Guilherme Cavallari ao longo dos seis meses que passou pedalando pela Terra do Fogo e Patagônia, no Chile e Argentina.

O autor narra com profundidade diversos fatos que ocorreram ao longo da viagem, conta sobre sua vida, seus fantasmas e também levanta muitos questionamentos existencialistas ao longo da obra. O livro também diz muito sobre os lugares percorridos, ou seja, também é uma ótima fonte de estudo da região da Patagônia, uma vez que traz detalhes e aspectos históricos de cada lugar. 

Após a leitura do livro, sugiro que assistam ao filme “Transpatagônia”, disponível na Netflix.

Confira o post sobre o filme!

Transpatagônia

Autor: Guilherme Cavallari | 1ª Edição: 2015 | Páginas: 336 | Editora: Kalapalo

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Trilhas

A incrível jornada de uma mulher pelo deserto australiano

Livro "Trilhas"

“Trilhas” é um dos maiores clássicos de relatos de exploração e viagens. Embora tenha sido publicado a pouco tempo aqui no Brasil, o livro é muito conhecido fora do país, cujo nome original é: “Tracks: A Woman’s Solo Trek Across 1700 Miles of Australian Outback”.

A obra narra a travessia de Robyn Davidson, uma mulher de 27 anos, pelo deserto australiano acompanhada por quatro camelos e uma cadela. O livro mostra a alma inquieta da jovem aventureira e também apresenta uma rica história de superação e determinação. Assim como o livro “Livre”, este também fala sobre uma mulher ousada e obstinada em busca de algo extraordinário.

Trilhas

Autor: Robyn Davidson | 1ª Edição (Brasil): 2012 | Páginas: 244 | Editora: Seoman

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Um Sonho Chamado K2

A conquista brasileira da montanha da morte

Livro "Um Sonho Chamado K2"

“Um Sonho Chamado K2” é uma obra prima do brasileiro Waldemar Niclevicz. O livro conta sobre a pioneira conquista brasileira no K2, conhecida como a montanha da morte, sendo quatro vezes mais mortal que o Everest, a montanha mais alta do planeta.

Niclevicz narra com profundidade todas as suas investidas no K2, que apenas na terceira expedição conseguiu o feito inédito de atingir o cume. O livro é recheado de aventura e, logo no início, já conta com o maior drama na obra, sendo revelado apenas no final, numa incrível narração. É dos melhores livros de montanha que já li. 

Um Sonho Chamado K2

Autor: Waldemar Niclevicz | 1ª Edição: 2007 | Páginas: 374 | Editora: Record

Onde comprar: Livraria Saraiva

 

Volto Já!

Minha viagem pelo caminho de Santiago de Compostela

Livro "Volto Já!"

“Volto já” é um livro aclamado pela crítica americana e européia, onde teve mais de 3 milhões de exemplares vendidos ao redor do mundo. É o relato da peregrinação do autor no caminho de Santiago de Compostela. A obra é o diário que Hape manteve para preencher suas noites solitárias, cada passagem termina sempre com uma ‘revelação do dia’.

Hape Kerkeling é um apresentador e humorista alemão que decidiu fazer o tradicional trekking ao completar 40 anos, sendo totalmente cético, fora de forma e inexperiente em caminhadas. Após sua rica experiência em Compostela, escreveu o livro e recebeu diversos prêmios pela obra narrada.

Volto Já!

Autor: Hape Kerkeling | 1ª Edição (Brasil): 2006 | Páginas: 370 | Editora: Amarilys

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em sebos e na Estante Virtual. 

 

Walden

A vida nos bosques

Livro "Walden" Publicado em julho de 1845, Walden – conhecido também como “A vida nos bosques – é de Henry David Thoreau, que deixou Conrad, Massachusetts, sua cidade natal, para instalar-se à beira do Lago Walden. Este é o relato de dois anos, dois meses e dois dias em que o autor viveu afastado da sociedade, suprindo as próprias necessidades, estudando, contemplando a natureza e conhecendo a si mesmo.

O livro não é essencialmente de montanha, mas diz muito sobre natureza e descobertas. É um verdadeiro clássico, sendo mundialmente conhecido que levou a geração hippie a redescobrir a terra e a vida ao ar livre. A obra vai de encontro com desobediência civil e o Estado. Walden é uma apologia ao respeito à liberdade individual e aos direitos à diferença e à diversidade.

Walden

Autor: Henry David Thoreau | 1ª Edição (Brasil): 2010 | Páginas: 334 | Editora: L&PM

Onde comprar: Livro escasso. É somente encontrado em bancas de jornais, sebos e na Estante Virtual. 

 

E você, tem algum livro de montanha ou exploração para indicar?


TAG

Rafael Kosoniscs tem 32 anos, é paulista, publicitário, guia de turismo, blogueiro e estudante de jornalismo. É viciado em viagens de mochilão — seja em cidades ou em meio à natureza. Tem o montanhismo como paixão, sonha em dar a volta ao mundo e escrever um livro.


4 comentários em “Livros de montanha e exploração (biblioteca pessoal)

  1. Vitória Cabral

    Gosto muito dA Escalada! Já li duas vezes.
    Gostei demais desse post! Quando não estou conhecendo lugares novos, gosto de passar o tempo lendo sobre outros lugares e me preparando para conhecê-los. Ótimo post!

    Reply
  2. Vitaly

    Dos livros sobre o Everest li “No ar rarefeito”, um livraço. Fiquei curioso para ler “A escalada” e conhecer a versão do Anatoli Boukreev . Cara, mas eu li também o “Deixado para morrer”, achei um tremendo pé no saco; em alguns momentos o livro vira uma sebosa terapia de casal entre o Beck Weathers e sua esposa. Agora lhe indicarei um outro livro do Kracauer que tenho certeza que você vai gostar: “Sobre homens e monatnhas”, também encontrado apenas em sebos. Um abraço.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *